Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Divergência sentimental

Acontecemos em segredo. Fomos o paradoxo do amor, a impossibilidade da existência e a leveza do tempo. Fomos a bíblia dos olhares, o templo da liberdade e a sinfonia do desejo. Foste a carne que delicadamente me vestiu e abraçou. Foste como pó passageiro que voou com o vento do final do verão. Fui aquela loiça frágil que protegeste, a loucura que temeste e a dedicação que não mereceste. Foste sinónimo de platónico, símbolo de idealização e compatibilidade em carne e osso. Trazias contigo o dom de saber lidar com pessoas valiosas, a capacidade de albergar a inquietude que é o amor, um universo no teu olhar que me fazia querer sonhar e ser a tua obra de arte. Fomos estranhamente compreendidos e subtilmente invasivos, como meros crentes da vida, novamente adolescentes ingénuos e constrangidos, novamente a explorar capacidades de sedução. Trazias contigo uma respiração que parecia trazer novidade ao ouvido, uma argumentação que parecia iluminar a minha imaginação, uma singularidade que m…

Mensagens mais recentes

Desconexão com o mundo

Telhal 2018

Não existe amor próprio

PLATÓNICO

Conquista-me

(in)temporal

De encontro marcado com a Natureza

A Era do nada

Espontâneo

Tempo: o gerador da utopia

Aquela infância

Sempre que o amor me quiser

(Re)nascer

Conspirações sobre amor e relações