Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Chamei por ti e respondeu o tempo

Chamei por ti e respondeu o tempo... Há um ano que te tenho na alma, viva a cada segundo. Sempre achei a vida a coisa mais injusta que poderia existir, hoje entendo que a morte o é estrondosamente mais. A morte que vai e a morte que fica nos vivos. O olhar vazio em frente à janela, a apatia sem motivo aparente, o choro repentino em pleno dia feliz,... É a tua falta a fazer eco.  
Durante algum tempo achei que a vida fosse uma espécie de teatro ou encenação porque todos sabemos que vamos morrer um dia mas continuamos de pé a participar nisto a que chamamos vida. Como se não bastasse, durante este processo ainda perdemos as pessoas que amamos. Perguntava-me: Mas que força interior transcendente poderemos ter para compactuar com isto tudo? Hoje respondo-me: Essa força chama-se eternidade. Não continuamos por nós, continuamos pelos que partiram. Ou pelos que temos medo que partam. A vida que pisamos é só um reflexo daquilo que somos e do sítio onde pertencemos realmente. Parece obscuro olh…

Mensagens mais recentes

ECO

Limbo chamado "eu"

Entrevistas: tu és o teu melhor argumento

Loucura do anonimato

E se o mundo acabasse amanhã?

Pesticida emocional

Resiliência

Recíproco

Horizonte perdido

2019

O lado pré-histórico da cidade

Mal entendido

És o meu Natal

Estatuto emocional