terça-feira, 27 de outubro de 2015

Primeiro carro!!


Foi das melhores notícias dos últimos tempos! Passou cerca de ano e meio desde a carta na mão e, apesar da necessidade em ter carro não ser enorme, a vontade de a ter já o era. Claro que não passa apenas por uma mera vontade, há que olhar a orçamentos e à virtude de ser paciente, mas conduzir o carro dos nossos pais e o nosso próprio carro é totalmente diferente. É o nosso primeiro brinquedo a sério, é a nossa dedicação, a nossa responsabilidade em estado contratual e, no fundo, é uma parte de nós que deve ser prezada e cuidada. A procura foi longa, sem dúvida, mas é algo que requer tempo e firmeza da nossa parte. Tendo objetivos fixos as coisas aparecem. E apareceu! Apareceu uma maravilha que foi feita exatamente para mim. Fiquei super entusiasmada quando os olhos dos meus pais diziam que queriam fechar negócio. Lá pensei: "É desta!". É desta que dou este passo gigante na minha vida e que percebo que, de facto, os meus pais confiam na minha condução. Existia muito medo da parte deles inicialmente, como é natural, e transmitiam-me um nervosismo inquietante que eu própria já nem sentia, porque a verdade é que a minha confiança na condução cresceu imenso e ganhei um domínio sobre o carro que esperava nunca vir a ganhar. Este tempo de prática com o carro dos meus pais não foi em vão e sei que eles quiseram esperar pelo momento certo. Como sempre, os pais adotam o papel de destino e nós, filhos, aceitamos como se já tudo estivesse escrito desde a antiguidade. E ali estava eu a estrear o carro num parque de estacionamento, com um pouco da inquietação que o vendedor me transmitiu, pois parecia um instrutor a ver se a condução estava nos conformes. Mas tudo correu bem e o dia acabou da melhor maneira possível! Após digerir a excelente notícia pensei que tudo fosse começar do zero e que a intermitência na minha condução fosse voltar por se tratar de um novo veículo, mas não, estava totalmente errada! As bases estão lá, a confiança apenas se reafirmou e a verdade é que me habituei ao carro com uma enorme facilidade. Estou felicíssima e pronta para uma vida independente, sobre quatro rodas! 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Um comentário vale mais que mil palavras! Thanks :)