quinta-feira, 9 de junho de 2011

Porquê escrever?

Escrevo porque o papel não me julga, porque posso prever se a linguagem abusa. Escrevo porque é o meio que encontro para que a interpretação de algo que sinto flua na mente de uma pessoa, porque é como um eco que se ressoa. Escrevo porque por segundos me sinto livre, feliz e concretizada, porque me torna a alma lavada. Escrevo porque nada é mais simples que escrever, porque basta pegar num lápis para o fazer. Escrevo porque esta prática é um olhar mais detalhado sobre algo, é vagar perdidamente sem nos perdermos no tempo. Escrever faz-me sentir leve, faz-me sentir sem lágrimas, sem solidões, sem desilusões, sem refúgios, sem "ais". É girar sem ficar tonto até que se concretize a desbanalização do banal. É atirarmo-nos para o mar mesmo sem sabermos nadar. É dar à luz mesmo sem termos aulas de parto. É sentirmo-nos num concerto mesmo sendo surdos, é vislumbrarmos uma paisagem de cegos, é cheirar uma rosa mesmo não tendo nós olfacto, é tocar piano sem tacto e é comer a nossa comida favorita, mesmo sem paladar. Escrevo porque só mostro o que subscrevo. E acima de tudo escrevo porque tenho bons leitores como tu!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Um comentário vale mais que mil palavras! Thanks :)